D. PEDRO

D'ALCÂNTARA E BRAGANÇA

Imperador do Brasil - Rei de Portugal

D. PEDRO

D'ALCÂNTARA E BRAGANÇA

Imperador do Brasil - Rei de Portugal

D. PEDRO

D'ALCÂNTARA E BRAGANÇA

Imperador do Brasil - Rei de Portugal

D. PEDRO

D'ALCÂNTARA E BRAGANÇA

Imperador do Brasil - Rei de Portugal

D. PEDRO

D'ALCÂNTARA E BRAGANÇA

Imperador do Brasil - Rei de Portugal

D. PEDRO

D'ALCÂNTARA E BRAGANÇA

Imperador do Brasil - Rei de Portugal

D. PEDRO

D'ALCÂNTARA E BRAGANÇA

Imperador do Brasil - Rei de Portugal

 

Independência ou Morte.
Óleo sobre tela. Pedro Américo. 1888.
Após o “Dia do Fico”, D. Pedro toma uma série de medidas que preparam o caminho para a emancipação do Brasil.
Museu Paulista da Universidade de São Paulo (“Museu do Ipiranga”), Brasil
9 de Janeiro
Episódio do Fico. D. Pedro promete permanecer no Brasil, apesar das ordens em contrário.
Pressionado pelas Cortes de Lisboa que querem reduzir o Brasil, elevado a Reino Unido a Portugal e Algarves (1815), de novo ao estatuto de colónia, D. João VI ordena a volta imediata de D. Pedro a Portugal. Este recusa e pronuncia a frase histórica: Como é para o bem de todos e felicidade geral da nação, estou pronto: diga ao povo que fico!

Episódio noticiado no nº 83 do Diário do Governo, 10 de Abril de 1822, edição de 4ª feira:

ULTRAMAR

Rio de Janeiro 9 de Janeiro de 1822

O Senado da Camara julga ser do seu dever anunciar ao Povo desta Cidade, que hoje pelo meio dias apresentou a S. A. R. o P. R. do Brazil a representação que a mesma Camara lhe dirigio, e que S. A. R. se dignou anuir a ella dando a seguinte resposta:

«Convencido de que a minha presença no Brazil he indispensável para bem de toda a Nação Portugueza, e até requerida por algumas Provincias; eu demorarei a minha sahida daqui, até que as Cortes, e meu augusto Pai Senhor, delibere sobre este objecto com perfeito conhecimento de tudo o que tem sucedido.»

Hemeroteca Municipal de Lisboa


Multimédia
Diário do Governo, 10 de Abril de 1822 - 1
Diário do Governo, 10 de Abril de 1822 - 2