D. PEDRO

D'ALCÂNTARA E BRAGANÇA

Imperador do Brasil - Rei de Portugal

D. PEDRO

D'ALCÂNTARA E BRAGANÇA

Imperador do Brasil - Rei de Portugal

D. PEDRO

D'ALCÂNTARA E BRAGANÇA

Imperador do Brasil - Rei de Portugal

D. PEDRO

D'ALCÂNTARA E BRAGANÇA

Imperador do Brasil - Rei de Portugal

D. PEDRO

D'ALCÂNTARA E BRAGANÇA

Imperador do Brasil - Rei de Portugal

D. PEDRO

D'ALCÂNTARA E BRAGANÇA

Imperador do Brasil - Rei de Portugal

D. PEDRO

D'ALCÂNTARA E BRAGANÇA

Imperador do Brasil - Rei de Portugal

 

Junot protegendo a cidade de Lisboa.
Óleo sobre tela. Domingos António de Sequeira. 1808.
Museu Nacional de Soares dos Reis | © DGPC/ADF
22 de Abril
O general Junot, governador-geral de Portugal, manda executar obras no Palácio de Queluz na expectativa de aí alojar o imperador Napoleão
A notícia da realização de obras no Palácio de Queluz é publicada no Suplemento ao nº 16 da Gazeta de Lisboa, 22 de Abril de 1808, edição de 6ª feira:

O Illustrissimo e Excelentíssimo Senhor Duque d’Abrantes mandou fazer todas as disposições convenientes para que o Palacio de Queluz (que fica cousa de 2 leguas de Lisboa) se reparasse quanto antes e puzesse em estado de receber o Grande Napoleão, no caso de S. M. se digne de honrar este paiz com a sua presença: as obras determinadas se vão adiantando com a maior actividade, de maneira que está já quasi concluído o trabalho de o adornar e guarnecer de móveis.
Hemeroteca Municipal de Lisboa


Multimédia
Gazeta de Lisboa